Colégio Santa Clara

Redes

Povos Indígenas

11 de julho de 2022

Os povos indígenas são os habitantes originários do território brasileiro e estavam presentes aqui antes da chegada dos europeus, no final do século XV. Existem hoje, no Brasil, diferentes povos indígenas, cada um deles com costumes característicos e língua própria.

Costumamos identificar a origem de um povo indígena pela análise da língua falada na comunidade. As línguas que têm a mesma origem fazem parte de um grupo chamado tronco linguístico. Os troncos linguísticos com maior quantidade de línguas são o Tupi e o Macro-Jê, espalhados por diversos locais do Brasil. Desses troncos, saíram diversas famílias linguísticas compostas de várias línguas.

A diversidade dos povos indígenas significa que cada um desses povos pode ter um idioma diferente, assim como formas distintas de organizar-se social, política e economicamente, além de ter tradições e crenças religiosas diferenciadas.

Os povos indígenas possuem diferentes culturas. Em algumas comunidades, o trabalho é dividido entre homens e mulheres e o chefe organiza as atividades da aldeia. Os homens caçam e derrubam árvores para abrir terrenos onde as mulheres plantam mandioca, milho, batata-doce, feijão, abóbora, pimentas, entre outros alimentos. A pesca e a coleta de frutos e sementes, como araçá, goiaba, caju, pinhão, açaí e castanha, são feitas por todos da aldeia: homens, mulheres e crianças.

Muitos indígenas confeccionam utensílios para uso cotidiano, como redes de algodão, potes de cerâmica, cestos trançados para guardar alimentos, flechas e lanças para caçar. Os artesanatos feitos por eles incluem colares, pulseiras e cocares, feitos de penas, sementes e conchas. Esses acessórios são usados em festas e rituais. Nessas ocasiões, alguns povos indígenas também costumam pintar o corpo com tintas extraídas de plantas.

Os índios sobreviviam da caça, da pesca, do extrativismo e da agricultura, construíam suas próprias habitações, preparavam a terra para a prática do plantio de alimentos para o sustento de seus povos, construíam canoas e seus próprios instrumentos de trabalho, tudo retirado e aproveitado da natureza.

A turma do 3º ano juntamente com a professora Grazi estudou a origem, hábitos, costumes e cultura dos povos indígenas; conheceram a grande influência das línguas indígenas. Viram que a pipoca, guaraná e abacaxi, por exemplo, são palavras de origem indígena presentes no nosso dia a dia.

Receberam o desafio de pesquisar os instrumentos musicais e de caça e pesca dos indígenas para construir um desses instrumentos, se caracterizar e apresentar para a turma.  Cantaram, dançaram e demonstraram os sons dos instrumentos utilizados pelos povos indígenas.

Grazieli Semiano

Licenciada em Pedagogia e Educação Especial Inclusiva com pós-graduação em Séries iniciais e Educação Infantil, Educação Especial, Psicopedagogia, Administração, Orientação e Supervisão Escolar.

Veja Também

Endereço

Rua Boanerges Pereira de Medeiros, 1167, Urubici, Santa Catarina, Brasil
CEP: 88650-000 ‎
Tel.: (49) 3278-4126
WhatsApp: (49) 984015489
Fax: (49) 3278-4095

Como Chegar

Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos