Colégio Santa Clara

Redes

A moça da capa preta

12 de abril de 2018

Antes de qualquer coisa: esta é uma história de fantasma. Portanto, quem tem um coração com tendência a fraquejar, ou é desprovido do sangue frio necessário para seguir adiante, pare a leitura agora, e procure outro assunto para entreter o juízo, deixando de lado essas coisas do além. Já para quem aprecia uma bela história de amor, um romance juvenil, este causo maceioense pode ser um prato cheio.

Conta a lenda que no início do século XX um homem conheceu em um baile uma bela moça, por quem se interessou. A partir daí, os dois ficaram juntos durante toda a festa. Antonio Fidelis conta sua versão sobre a lenda. “A moça era linda. Quando deu meia-noite ela quis ir embora e falou para o rapaz. Estava chovendo e ele falou que a levaria em casa. O jovem então pegou a capa que trazia e a cobriu. Eles saíram e ela pediu que ele parasse na porta do cemitério, onde ela ficou.

Os alunos do 4̊ ano ao estudarem lendas, tiveram como proposta inventar uma estória sobre a moça da capa preta e, acreditem, foram aulas divertidas e criativas. Após a leitura individual e apresentação para os colegas, a professora fez a leitura da lenda original e os alunos compararam os textos e descobriram que o texto mais semelhante foi do aluno Henrique.

Para isso há uma mistura de fatos reais com imaginários. Misturam a história e a fantasia. As lendas vão sendo contadas ao longo do tempo e modificadas através da imaginação do povo. Ao se tornarem conhecidas, são registradas na linguagem escrita. Do latim legenda (aquilo que deve ser lido).

 

 

  Neíze Machado Tomaz Pickler,

Licenciada em Letras-Português e Literatura,

Pós-graduada em Metodologia Interdisciplinar

Graduanda em Pedagogia.

Veja Também

Endereço

Rua Boanerges Pereira de Medeiros, 1167, Urubici, Santa Catarina, Brasil
CEP: 88650-000 ‎
Tel.: (49) 3278-4126
Fax: (49) 3278-4095

Como Chegar

Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos